sábado, 15 de abril de 2017

NetPi-IDE transforma Raspberry Pi Zero em um HD

NetPi-IDE
NetPi-IDE e Raspberry Pi Zero W. Créditos: AlanH

O objetivo desse projeto é a criação de um emulador de discos ATA (PATA) IDE utilizando o Raspberry Pi Zero, transformando-o em um "HD". Na placa controladora, temos um FPGA (Lattice MachXO2) que se comunica com o Raspberry Pi utilizando principalmente a conexão SPI.

O FPGA é utilizado tanto para comunicação (ponte) como para manter registros do IDE e estado de I/O. No Raspberry Pi um daemon em userspace processa as requisições ATA e devolve os resultados para o FPGA.

A placa bridge contém também um conversor (level shift) de tensão e regulador 3.3v.

A emulação nesse projeto já consegue lidar atualmente com configurações master, slave (em conjunto também) e já testou capacidades de 10MB à 8GB. No Raspberry Pi é utilizada uma imagem que irá se tornar o HD (assim como utilizamos no VirtualBox por exemplo), alguns atributos podem ser também especificados, como o disk label. A ideia é justamente utilizar em computadores antigos.

NetPi-IDE
NetPi-IDE conectado. Créditos: AlanH

Uma utilitário chamado pimount também faz parte do projeto. Ele permite montar qualquer diretório no Raspberry Pi como uma letra de drive do DOS trazendo outras possibilidades, como um ponto automático de montagem em uma pasta de um pendrive.

Há também planos para uma interface de rede virtual, transportando via driver no DOS pacotes ethernet para o daemon em userspace no Raspberry Pi que posteriormente serão redirecionados para uma interface virtual tun/tap.

NetPi-IDE
NetPi-IDE. Créditos: AlanH

O esquemático da placa pode ser encontrado aqui.

O autor do projeto AlanH diz que futuramente ele irá substituir a FPGA por uma Lattice iCE40HX. Seu objetivo final é trazer desempenho e compatibilidade para o máximo de sistemas possíveis.

É de fato um projeto que poucos irão utilizar, mas não o torna menos interessante por isso. Ele está postado no hackaday.io, concorrendo ao Hackaday Prize 2017 e sinceramente um ótimo candidato.

Fontes:
http://hackaday.com/2017/04/12/hackaday-prize-entry-real-hard-drives-in-the-raspberry-pi/
https://hackaday.io/project/20774-netpi-ide

Um comentário:

  1. Muito interessante para a comunidade retrogamer. Podemos armazenar uma incrivel quantidade de imagens de cdrom numa unidade de armazenamento de massa (SD Card do raspberry) e carregar os programas e jogos, tudo via prompt do DOS, sem ter que inserir e ejetar fisicamente os discos. Até hoje, não era possível ao MSDOS acessar grandes containers de dados devido à limitações de BIOS ou do sistema operacional. Procurei muito tempo uma solução que funcionasse como um emulador de cdrom, mas só encontrei soluções que funcionavam sobre redes locais,o que trazia outros problemas, como a grande quantidade de memoria convencional que os drivers de rede e as pilhas de protocolo roubam do sistema, impedindo o carregamento de diversos jogos daquela era.

    ResponderExcluir