quarta-feira, 31 de maio de 2017

DACBerry PRO: Expansão de áudio profissional para Raspberry Pi

DACBerry PRO

 A DACBerry PRO é mais uma opção de placa de som para o Raspberry Pi. Declarada como profissional pelos seus criadores a placa contém as seguintes especificações:

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Ganhe um kit Raspberry Pi Zero W no sorteio promovido pela UFRJ Nautilus


A UFRJ Nautilus está sorteando um Raspberry Pi Zero W + kit essentials.

Para particupar basta curtir sua página, marcar um amigo nos comentários desse post no facebook e compartilhar o post em modo público.

O sorteio será no dia 19/06.

Boa sorte!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Lançada 58ª edição da revista The MagPi

A já conhecida revista em inglês The MagPi traz os mais variados artigos e projetos sobre o Raspberry Pi. Ela começou com uma ideia em fóruns e já está na estrada desde Maio de 2012 quando teve sua primeira edição publicada. Atualmente ela é a revista oficial do Raspberry Pi.

58ª edição da revista The MagPi
58ª edição da revista The MagPi

terça-feira, 23 de maio de 2017

Case Pi Desktop transforma seu Raspberry Pi em um... desktop.


A ideia de um case focado em desktop não é nova. Mas dessa vez quem o traz é a element14.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Tem um produto final que utiliza o Raspberry Pi? Veja se ele está apto a receber o selo "Powered By Raspberry Pi"

powered by raspberry pi

Falamos aqui anteriormente sobre a questão de marcas do Raspberry Pi, que seu registro no Brasil já estava em curso e com algumas categorias já liberadas.

Embora tenha um guia de uso para alguns casos, a utilização direta em produtos geralmente é vetada. Há uma exceção para utilizar uma sub marca em seu produto, mas que depende também da autorização da fundação Raspberry Pi que é o logo "Powered by Raspberry Pi" na caixa. Claro que para isso você tem que estar utilizando um produto Raspberry Pi Genuíno.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Expansões RetroTINK trazem vídeo composto, componente, S-VIDEO, RGB e mais ao Raspberry Pi

Retro TINK-S
Retro TINK-S. Créditos: Mike Chi

RetroTINK é uma família de expansões que visa trazer saídas de vídeo componente, S-VIDEO, RGB, SCART, DB-15 VGA e composta. Criada pelo engenheiro Mike Chi elas tem foco principal na retro emulação em TVs CRT na resolução 240p (embora até suporte outros modos).

Mike diz que apesar de já existirem boas soluções, grande parte delas foca em saídas RGB sendo que seria ótimo conexões PVM ou europeias como SCART.

O vídeo é transmitido do Raspberry Pi para a placa por meio da saída DPI via GPIOs, esquema parecido com a placa GERT VGA 666, mas a semelhança meio que acaba por aí.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Ganhe um kit Raspberry Pi no sorteio promovido pela Linux Training Academy

kit raspberry pi 3

A Linux Training Academy está sorteando um kit contendo:

- Um Raspberry Pi 3 Modelo B
- MicroSD de 32GB com NOOBs
- Fonte de 2,5A
- Case para Raspberry Pi 3
- Cabo HDMI
- Dissipador
- Quick Start Guide
- Breadboard
- Cabos
- LEDs
- Botões tácteis
- Livro "Exploring Raspberry Pi: Interfacing to the Real World with Embedded Linux"

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Arcapi III: Portátil com Raspberry Pi Zero e formato de inimigo do Space Invaders

Portátil com Raspberry Pi Zero em PCB
Créditos: Edu Arana

O Arcapi III é um portátil diferente do usual. Ele foi criado por Edu Arana com formato de um dos inimigos do jogo Space Invaders. Foi projetado para jogar diretamente na placa sem qualquer case em volta (lembrando que essa parte não é novidade, há inclusive expansões comerciais assim). Parte do projeto é baseado no esquema v0.1 do projeto GameGirl.

Atenção: max_usb_current não faz mais efeito em nenhum modelo

max_usb_current

O avanço na alimentação de entrada e USB após o modelo B+ foi um divisor de águas para o Raspberry Pi.

Os antigos modelos B tinham reguladores lineares e até proteções simples na USB (na primeira revisão, os polyfuses da USB foram removidos posteriormente). Os reguladores gastavam muita energia em forma de calor, isso se refletia até no maior consumo de energia dos modelos anteriores.

Na época de lançamento do Raspberry Pi B+ foi informado que só deveríamos ativar o aumento de corrente nas USBs com max_usb_current somente se necessário.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Computadores japoneses antigos voltarão em escala 1/4 e adivinha o que irá equipar eles?

MZ-80C
MZ-80C original e 4 protótipos em 1/4

Ao menos 3 modelos de computadores antigos estão prestes a voltar em escala 1/4, o PC-8001, FM-7 e MZ-80C.

A empresa responsável é a HAL Laboratory Inc. com 36 anos de mercado. Ela atua no desenvolvimento de jogos para diversos consoles da Nintendo (embora tenha começado com o MSX). Um exemplo de jogo famoso desenvolvido por eles: Pokémon Stadium.

A ideia é criar réplicas quase fiéis em escala 1/4 desses antigos computadores, até aí nada de novidade, coisa que já fazem com outros mas há algumas diferenças. Como empresa séria que é, ela tem conversado com os fabricantes originais para evitar problemas. Outro detalhe é que estão a procura de autores de diversos jogos originais que rodaram nos equipamentos para inserir eles no conjunto.

WD PiDrive Node Zero: Kit com Raspberry Pi Zero e HD integrados

WD PiDrive Node Zero

A Western Digital é uma das poucas grandes empresas que tem investido bastante na criação de produtos relacionados com o Raspberry Pi.

Um dos primeiros era um kit com HD, fonte apropriada para alimentar ambos e cartão microsd. A partir daí a criação de acessórios e até cases só aumentou. Um dos seus HDs próprios para a placa tem inclusive 314GB (número pi...).

terça-feira, 9 de maio de 2017

Segundo pesquisa popular, Raspberry Pi é o produto de consumo mais inovador desde o Iphone

resultado pesquisa popular raspberry pi

Dias atrás, postei sobre uma pesquisa da cbinsights que perguntava: Qual o produto de consumo mais inovador desde o Iphone?

A batalha final que ficou entre o Tesla Model S e o Raspberry Pi finalmente teve fim.

Segundo votações populares, o Raspberry Pi é considerado o produto mais inovador desde o Iphone.

Temperatura do Raspberry Pi 3 B. Preciso de um cooler ou dissipador? Jogando ar para dentro ou para fora?

raspberry pi 3 aquecimento
Imagem ilustrativa :)

Desde o primeiro Raspberry Pi vemos a utilização de acessórios para minimizar o aquecimento da placa.

Como já disse anteriormente, geralmente não havia a necessidade de dissipadores/coolers, a não ser que fossem fazer um overclock expressivo, colocar a placa em condições de alta temperatura externa ou algum outro motivo como aumentar sua vida útil.

Isso era válido até o Raspberry Pi 2 Modelo B. Com a chegada da versão 3B, posts e relatos pipocando de todos os lados em relação ao seu aquecimento apareceram. De todo modo, a resposta para a necessidade de refrigerar sua placa pode não ser tão simples.

Raspberry Pi e seus problemas de oxidação

raspberry pi oxidação
Conector TRRS do Raspberry Pi 3 oxidando

Em geral a construção do Raspberry Pi é sinônimo de qualidade, mesmo sendo um produto de baixo custo. Isso vai desde PCB à pinos (ambos ENIG), conectores e soldas (o processo é bem feito mas a solda é leadfree) mas claro que há algumas exceções.

Talvez a mais visível pelo usuário é a oxidação acelerada do conector TRRS. Inserido na época do Raspberry Pi B+, a proteção contra oxidação desse conector é longe de ser ideal.

Em pouco tempo (meses) ele pode vir a escurecer. Claro que isso irá depender da umidade de local (que aqui é um pouco elevada), exposição da placa, etc.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

RaSCSI transforma o Raspberry Pi em um dispositivo SCSI

Créditos: GIMONS

Há pouco tempo postei sobre uma expansão para Raspberry Pi Zero que o transformava em dispositivo ATA (PATA) IDE emulado como se fosse um "HD".

O projeto RaSCSI tem uma meta similar (embora não em forma de expansão), mas para dispositivos SCSI. É necessário a construção de um cabo utilizando 18 GPIOs + 1 GND do Raspberry Pi. Seu criador GIMONS tem utilizado o conversor em um X68000. Existem dispositivos prontos no mercado que fazem o mesmo como o SCSI2SD que transforma um MicroSD em um HD SCSI, embora custem cerca de US$70 (R$223,75).

sexta-feira, 5 de maio de 2017

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Projeto do leitor: Customização própria para arcades "Arcade Pi"

Arcade Pi
Créditos: Luiz aka Balrog

O leitor Luiz (conhecido também como Balrog) nos enviou um e-mail sobre seu projeto. Faz um ano que ele possui um Raspberry Pi 3 e sua meta era substituir uma placa mãe de netbook da sua maleta arcade.

Segundo ele as distros atuais (Recalbox e Retropie) tem muita coisa mas pouca customização, portanto ele decidiu criar uma customização própria de nome "Arcade Pi"

57ª edição da revista The MagPi traz consigo um kit gratuito exclusivo do Google para interação por voz

57ª edição da revista The MagPi

A versão impressa da nova edição especial traz consigo um kit feito pelo Google chamado de AIY Projects. Ele foi incluso na revista sem custo adicional para que você possa adicionar a interação por voz em seus projetos. Lembrando que recentemente o Google lançou a SDK preview de sua Assistente que é utilizada no kit.

O projeto traz consigo um case de cartolina/papelão para a montagem. Uma expansão especial de nome Voice HAT também foi inclusa. Além disso temos uma plaquinha com microfone, um botão enorme de arcade, fios e outros componentes.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Raspberry Pi Zero W atinge mais de 250 000 unidades enviadas e ganha 13 novos distribuidores oficiais


O Raspberry Pi continua vendendo como água. Essa semana estarão enviando para algum distribuidor a unidade 250 mil do modelo Zero W.

Outra boa notícia é que adicionaram mais 13 distribuidores oficiais localizados para o Raspberry Pi Zero facilitando sua aquisição em diversos países. Infelizmente nenhum deles no Brasil mas alguns fazem envio internacional, pode ser uma opção quando estiver difícil achar o Raspberry Pi Zero.

Netflix no Raspberry Pi 3 pela primeira vez (com vídeo de demonstração)

Netflix no Raspberry Pi 3

O tão sonhado (para alguns) Netflix... Desde o início do blog em 2013 vejo essa questão em aberto, aquela ponta que faltava nos media centers.

Enquanto alguns dizem ser impossível rodar de qualquer forma, eu sabia que era somente uma questão técnica.

O problema do Netflix é que ele utiliza DRM e para tanto precisa de bibliotecas que possam decodificar seu conteúdo sem (teoricamente) vazar ele.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Expansão quer trazer ADC de 20Msps ou mais ao Raspberry Pi

expansão adc 20msps raspberry pi

Um dos problemas quando se aumenta a velocidade dos ADCs é o aumento proporcional de banda.

Só como exemplo, a banda necessária para o ADC do meu osciloscópio, um AD9288 com 40Msps por canal e 8 bits é de 384Mbps por canal (ou 40MB/s).  A velocidade do USB 2.0 é de 480 Mbps. Ainda como exemplo, há versões de 100Msps desse mesmo ADC, seria necessário processar 800Mbps (ou 100MB/s) de dados. Por fim, em um osciloscópio de 1GS/s (até comum hoje em dia nos de 100Mhz) são 8Gbps (ou 1GB/s) de dados para processar, entenderam o problema?

segunda-feira, 1 de maio de 2017

FlyPi: Microscópio open source com Raspberry Pi, Arduino e impressão 3D

FlyPi
Créditos: A Maia Chagas, LL Prieto Godino, A Arrenberg and T Baden

A ideia inicial desse projeto era poder monitorar uma série de espécies como a larva do peixe zebra, Drosophila (moscas) ou Caenorhabditis elegans que são o modelo atual para neurociência. O problema é que equipamentos para esse tipo de monitoramento contínuo com câmera tem um custo altíssimo, foi então que nasceu o projeto FlyPi.

O FlyPi foi construído por A Maia Chagas, LL Prieto Godino, A Arrenberg, T Bade e projetado para ser flexível e ter baixo custo. O microscópio impresso em 3D utiliza o Raspberry Pi e sua câmera com uma lente alternativa. Um Arduino fica encarregado dos circuitos para as partes óticas e térmicas.