quarta-feira, 17 de maio de 2017

Expansões RetroTINK trazem vídeo composto, componente, S-VIDEO, RGB e mais ao Raspberry Pi

Retro TINK-S
Retro TINK-S. Créditos: Mike Chi

RetroTINK é uma família de expansões que visa trazer saídas de vídeo componente, S-VIDEO, RGB, SCART, DB-15 VGA e composta. Criada pelo engenheiro Mike Chi elas tem foco principal na retro emulação em TVs CRT na resolução 240p (embora até suporte outros modos).

Mike diz que apesar de já existirem boas soluções, grande parte delas foca em saídas RGB sendo que seria ótimo conexões PVM ou europeias como SCART.

O vídeo é transmitido do Raspberry Pi para a placa por meio da saída DPI via GPIOs, esquema parecido com a placa GERT VGA 666, mas a semelhança meio que acaba por aí.

Apesar de até existirem adaptadores externos para algumas conexões, Mike conta que sua solução tem alguns recursos diferentes como:

- Suporte a cores 24 bits, trazendo assim cores reais
- Buffers digitais, portanto os GPIOs do Raspberry Pi não estarão levando a saída diretamente (exemplo contrário é a GERT666).
- Buffers analógicos com amplificadores operacionais trazendo saídas reais de 75 ohm
- Regulador de tensão preciso para o sinal de vídeo não ser contaminado com ruídos do GPIO ou fonte.
- Saída S-VIDEO

Existem atualmente 3 versões da placa, a Retro TINK-S que ilustra a capa do post é uma delas.

Retro TINK-S


- Conexão componente de 240p e 480p
- 3 DACs de 8 bits cada, totalizando 24 bits de cor
- Conexão de vídeo composto de 240p (se a TV suportar somente esse modo o criador aconselha utilizar a própria saída TRRS do Raspberry Pi já que a atual versão da placa não traz muitos benefícios para essa conexão)
- Conexão S-VIDEO de 240p
- Regulador de baixo ruído
- Custo de US$85 (R$264,10)

No vídeo abaixo é possível ver a placa em ação e algumas diferenças da fase de protótipo.


 

Retro TINK-C


Essa variação de menor custo foi feita para quem somente precisa da conexão de vídeo componente.

- Conexão componente de 240p e 480p
- 3 DACs de 8 bits cada, totalizando 24 bits de cor
- Regulador de baixo ruído
- Custo de US$65 (R$201,96)

Retro TINK-S
Retro TINK-C

Retro TINK-RGB


- Saída RGB de qualidade
- DAC de vídeo triplo da Analog Devices com 330MSPS suportando 240p, 480p ou mais
- Regulador de baixo ruído
- 5 BNCs: R,G,B,CSYNC e VSYNC
- Impedância apropriada de 75 ohm em todas as conexões
- CSYNC com 1V pico a pico
- Compatibilidade para configuração Sync-on-green
- Custo de US$65 (R$201,96)

Retro TINK-S
Retro TINK-RGB. Créditos: Mike Chi

Segue alguns vídeos de Mike sobre a placa e comparação com os outros modos:





 

Retro TINK-ULTIMATE


Essa última placa, ainda não fabricada, trará os seguintes recursos:

- Saída RGB de qualidade
- DAC de vídeo triplo da Analog Devices
- Regulador de baixo ruído
- 3 BNCs: Red, Green + Sync, Blue
- SCART com CSYNC e áudio
- DB-15 VGA com sync RGB+HV
- Impedância apropriada de 75 ohm em todas as conexões
- As 3 saídas poderão ser usadas ao mesmo tempo (provavelmente no modo clone é claro).

Conclusão


Mike também disponibilizou uma imagem pronta para 240p com sistema Lakka.

Há outros vídeos de teste e configurações em seu canal do youtube.

As placas tem um custo um pouco alto é claro, mas isso é devido a baixa quantidade de placas sendo produzidas.

Mike diz que algumas melhorias poderão vir em versões futuras como em relação ao consumo da placa (cerca de 120mA hoje) e alteração para um melhor DAC.

Só lembrando que existe também uma expansão de captura de vídeo componente e S-VIDEO que noticiamos aqui.

Fonte e mais informações: http://www.retrotink.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário